janeiro 19, 2012

Vada a bordo Cazzo


Oficial vira herói na Itália após bronca pelo rádio

Repreensão enérgica a comandante que abandonou navio durante naufrágio e resgate a vítimas repercute no mundo, e italianos estampam frase em camiseta

Roma - Uma bronca histórica no capitão do Costa Concórdia, navio que naufragou semana passada perto da Ilha de Giglio, na Itália, fez com que o oficial da Guarda Costeira, Gregorio de Falco, virasse exemplo de conduta e um herói nacional. Trechos da conversa em que Falco ordena de forma enérgica que o capitão Francesco Schettino voltasse ao transatlântico depois de abandoná-lo em pleno resgate foram reproduzidos pela imprensa mundial e viraram até camiseta.

Frase estampa camisetas na Itália | Foto: Reprodução Internet.O maior jornal italiano, ‘Corriere della Sera’, estampou em sua manchete de ontem um “Obrigado, capitão” em referência a Falco. “Dois homens... duas histórias, um que nos humilhou, o outro que nos redimiu. Obrigado, capitão De Falco. Nosso país precisa urgentemente de pessoas como você”, assinalou o Corriere. Nas redes sociais, os italianos pediram que Falco entre até para a política.

“Não sou nenhum herói”, disse o oficial, quando entrava no edifício da magistratura da cidade de Grosseto, na Toscana, para dar seu depoimento. O tom era bem mais ameno do que o usado na sexta-feira com Schettino, noite em que Falco teria até chorado de raiva ao saber que havia pessoas presas no navio. “Ouça, Schettino, você talvez tenha conseguido se salvar do mar, mas aqui, as coisas vão ficar realmente ruins... Eu vou te causar muitos problemas”, disse Falco, antes de arrematar com a frase que virou camiseta: “Volte a bordo, porra!!”.

Nesta quarta-feira, o resgate foi interrompido depois que o barco se mexeu. O governo italiano informou que já houve dano ambiental na região do naufrágio, por causa de vazamentos. A boa notícia ficou por conta de uma turista alemã que estava na lista de desaparecidos e se apresentou às autoridades italianas .

1 Fez tchbum

betty disse...

Vada a bordo, CAZZO!

Postar um comentário